quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Formspring me (parte 1)


O formspring tem sido atualizado diariamente para as perguntas. Eu prefiro que sejam feitas lá, pois muitas vezes não consigo responder de forma completa quando feitas em comments.
Claro, no Formspring também há brincadeiras, até as de mal gosto, mas isso também tem no trânsito e nem por isso eu vou parar de dirigir.
Aqui vai uma leva de perguntas. Obrigada pelas perguntas, espero tê-las respondido de forma satisfatória.

Agora, se você olhar ali para o lado (===>) ficou mais fácil de perguntar pelo Formspring.
Tenham um bom final de semana


Questions Answered


Alice, qual é o lado bom e o ruim de ser veterinaria? Sofia!
O lado bom é tudo de bom que acompanha a realização profissional. Há os que se acham deuses, mas isso é em qualquer profissão. Você vê o animal doente como um problema e resolve o problema, não é questão de salvar.. isso não te leva para o céu, mas te dá uma noite tranquila. O bom também de ser reconhecido, do agradecimento, da compreensão. O bom de ver que muitos amam seus animais de forma saudável, e cuidam deles, e batalham pela posse responsável. O bom de ter bons colegas para trocar experiência, figurinha, reclamações. O ruim é tudo que não dá certo, os que não foram "salvos", os que se foram e não voltaram para o retorno, os colegas que falam mal, os proprietários que não respeitam o profissional e nem seus animais.
No final, se você é honesto e estuda bastante, o 'bom' prevalece.

Eu tenho 2 gatos, e a minha paixão são eles, não sei se teria coragem, de por exemplo, no meu consultório vir um gato acabadasso, ou ter que dar injeção pra morrer? como que é assim, na faculdade, ou no dia a dia de uma vet, com essas dificuldades?


O veterinário deve gostar dos animais, mas deve saber separar essas coisas. Ali no consultório é trabalho, e deve ser encarado como tal. Na graduação você aprende tanto a encarar o animal como objeto de trabalho que não se apegar acaba sendo mais fácil. Você tem que lembrar que o gato todo acabado está ali em busca de socorro, e quem vai ajudar é você. Não é fácil fazer eutanásia. Alguns profissionais optam por não fazer, outros por não fazer dos seus pacientes. Eu faço sempre que preciso e certo no momento, mas não fiz e nem faço dos meus.


Se vc tivesse um homem com uma perna prestes a ser perdida e um cachorro a beira da morte, e tivesse recursos e habilidade para socorrer um deles e precisasse fazer a escolha. O que vc escolheria salvar? A perna do homem ou a vida do cachorro? by blacknudge

Isso não é uma dúvida, é uma pergunta para testar o caráter. Qualquer resposta é boa e ruim mas vamos imaginar essa situação... de certo eu atenderia o homem,... mas, se esse homem fosse você, provavelmente eu atenderia o cachorro porque o cachorro não tem perguntas tão complexas. ehehe

Eu esqueci de me identificar na pergunta que fiz...sou a Juliana, seguidora do seu blog. Perguntei sobre algum caso de miíase. Abraço.


Respondida, Juliana, bj


Alice, alguma vez já tratou algum caso de miíase? Sou fã do seu blog e de você...rsrs
Sim, algumas vezes. 2 delas em feriados (primeiros de janeiro para ser mais específica).
O tratamento de miíase é simples, mas vai variar com o local, o tamanho da lesão e a condição do animal. Deve-se proceder com limpeza da lesão com retirada das larvas, aplicação de spray larvicida/cicatrizante/repelente no local. Alguns profissionail associam o tratamento o uso de um medicamento oral para controle de infestação de pulgas, mas essa indicação não vem na bula, portanto vale a pela procurar no Google Acadêmico. Associamos também um antibiótico específico para tratamento de lesões em pele, e anti-inflamatório. É importante alterar o proprietário que se a lesão ficar exposta e não for usado um repelente, outras moscas pousarão e acabarão por fim levando a umanova miíase.
Quando a lesão é causa secundária do prurido (coceira), a causa primária deve ser tratada para evitar novas lesões. Em alguns casos, quase todos, há também a recomendação do uso do colar elizabetano para que o animal não tenha acesso à ferida.


Fala meia mole...sabe que adoro teu blog né....a gente sofre mas goza...kkkk
Verdade, sofre mas se diverte.



olá, tambem sou veterinaria em portugal e gosto muito do blog. parabens
Olá, obrigada por acompanhar os posts, divida sua experiência também pelos comments, você deve viver situações muito similares e diferentes.

Aiii, leio seu blog, e te adicionei no msn! serei uma futura veterinária, ainda estou no 2 colegial, enfim, obg por escrever sobre a profissão :))
Ah, eu espero que você goste das histórias. Obrigada.

Não se esqueça de seguir o blog, por Seguidores ou FEED.

• Diário de uma Veterinária


Bookmark and Share

1 comentários:

Bruna Rossi disse...

Olá, acabei de criar um Blog chamado Querido Poodle, eu já tinha um chamado Cães & Fofuras, vou pedir-lhe um favor, entre em meu Blog e deixe um comentário dando um OK, eu farei algumas perguntas sobre os Poodles.
APROVEITE E CONHEÇA O MASCOTE OFFICAL DO BLOG, O PINGO MEU CÃOZINHO QUE SUMIU EM 2010, VOU FALAR TUDO SOBRE ELE...
Obrigada
http://queridopoodle.blogspot.com.br/