terça-feira, 21 de setembro de 2010

Operando também?

Atendi um cãozinho, ele tinha 13 anos e estava com insuficiência renal aguda. Apesar do tratamento ele morreu em poucas horas. Para ser mais precisa ele deixou de sofrer em um sábado à noite, às 21 horas. Sendo o meu plantão, eu falei com o proprietário que o Kiko não havia resistido, e que eu sentia muito. E sentia mesmo. Foi uma semana difícil, muito trabalho, por mais que se dedique a gente sempre tem a impressão que deveria ter se dedicado mais. Não é fácil ser a Amélia, a mulher maravilha e no fim das contas ainda se sentir maravilhosa.
Não, o animal não morreu por falta de atendimento ou de dedicação do proprietário. Foi a doença que o matou, e a idade não ajudou na recuperação. Por mais que eu saiba disso, não é fácil terminar a semana assim.
No domingo, sem folga, eu fui para a clínica. Havia muito para terminar, prontuário para finalizar, e arrumar a clínica para mais uma semana.
Me telefonaram, havia uma cadela em trabalho de parto há 24 horas, sem sucesso. A cirurgiã da clínica estava viajando. Só estávamos eu e outro veterinário, que auxilia nas cirurgias. Eu disse: tudo bem!
Depois do exame físico a recomendação era a cesareana. Segundo a ultrassonografia havia dois filhotes, sendo um deles vivo. E na indução anestésica, foi tudo certo. Pronto, em um dia comum é até aí que eu vou, mas nesse dia eu precisava ir adiante.
Chamei o Fábio, que me ajudou na cirurgia. Beto estava lá para ajudar também, fez o papel de pediatra, mantendo o filhote aquecido enquanto operávamos. Então estávamos nós 20 na sala. Eu, Fábio, Beto, a cadela, o filhote, meu anjo da guarda, e os 14 anjos da guarda dela.
No domingo à noite eu estava com a cadela e o rebento em casa. Todos passando bem e passam bem até hoje.
Das mil formas que eu imaginei em começar essa semana, a última delas seria fazendo, com sucesso, minha primeira cesareana.



OBS: desculpem a cara de cansada,

3 comentários:

Lya Lilith disse...

Parabéns!! E que fofa, igual a Babizinha...

Rosa disse...

Parabéns, alice! Nada mal para terminar a semana..rsrsrsrs...
Olha, li seu comentário e vim agradecer, o post da sua história é este:
http://educarparadiversidade.blogspot.com/2010/09/historia-de-bolinha-o-boxer-com-uma.html

Beijos!!!

Blog da Joaninha disse...

Alice parabéns!!
Mas vc esta mesmo cançada, hem?
Eu fiz não eu ja ajudei duas cadelinhas mas elas tiveram normal, a minha, a Mel que teve 5 bebezinhos, e a da minha vizinha que era um pincher só que era só um filhotinho mas ele nasceu morto foi muito triste...
Vim tb te agradecer por deixar eu postar sobre o boxer e se estiver faltando algum crédito vc me comunica para que eu possa retificar. Enfim a Mel esta muito bem graças a Deus só daqui a alguns dias faremos um hemograma para ver como andam as plaquetas dela, obg, por td, bjss no seu coração!!