sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Clientes, clientes e clientes....

Problemas com pagamento nós temos em todos os segmentos do comércio... mas em cada caso a gente dá uma driblada e foge do desconto ou do "faz um menos, doutora".

Eu acabo sempre dando um desconto em medicamento, ou estendendo um prazo, eu reconheço as dificuldades do meu cliente e tento não deixar ruim nem para mim, nem para ele.

Existem circunstâncias que fica até ridículo, que o cliente pede tanto desconto, ouve tanto não que no final ele ainda diz: e amostra grátis, doutora, tem???

É sempre a mesma coisa. Já tive uma cliente que brigou comigo por causa de uma taxa de "visita" de R$ 5,00 para vacinar seus cães em domicílio... sendo que ela morava bem longe da clínica e só de vacina ia gastar R$ 200,00. Outra cliente de um paciente que acabou vindo a óbito veio buscar todos os medicamentos do cão para o caso dela precisar tomar algum antibiótico, já tinha em casa.

Mas em compensação tem cliente que não dá um trabalho. Daqueles que qualquer comerciante gosta de ter.

E por um outro lado, em uma terceira visão, existem aqueles que investem no relacionamento com a gente, nem sempre são os maiores gastadores, mas são desses que a gente lembra. Eles amam seus animais, confiam na gente, são extremamente simpáticos, sempre lembram do veterinário. Como no natal ou dia do veterinário. Sempre alguém lembra da gente e traz uma lembrancinha. Eu tinha uma cliente, a Dona Laura, que eu levei para o hospital em certa ocasião, que sempre me presenteava com banana, canjica, pimenta. Esse ano um cliente que trabalha em uma fábrica de luvas e produtos de limpeza, me trouxe vários produtos. Já ganhamos perfume, xícara, bonequinha de veterinária, cartões de agradecimento, fotos.

Agora nunca fomos convidados para festa de aniversário de paciente. De 1500 pacientes que eu tenho, eu sei que uns 2% fazem aniversário com festa, mas nessas horas ninguém lembra do veterinário.

No dia do veterinário recebemos umas duas ligações, e ficamos muito felizes com a lembrança. A clínica não é só um comércio, mas antes de tudo, é uma instituição de relacionamentos. Fatalmente nós contruímos um relacionamento pois é necessária essa confiança, essa troca de informações e emoções. E é isso que faz do meu dia a dia tão cheio de história para contar.



Na foto: Uma cliente muito especial, a Ângela, o Eros e a Dra Fernanda

Não se esqueça de seguir o blog, por Seguidores ou FEED.

• Diário de uma Veterinária


Bookmark and Share

2 comentários:

Paula disse...

Oi voltei!!!! tava morrendo de saudades do blog... hihihi
Este blog tb é cultura e pior,....
VICIA!!!
kkkkkkk
bjos Alice

Alice no País das Maravilhas disse...

saudades de você tambémmmm Paulita
bj e volta logo pro trabalho
hahahaa
bj