domingo, 4 de janeiro de 2009

Por que não valorizo meu veterinário?


Por que paga-se a consulta do médico antes de entrar no consultório e a do veterinário tenta-se negociar no final?

Por que pede-se desconto na consulta quando vai comprar medicamentos no final?

Por que levam três cachorros para consulta querendo que seja cobrada somente uma?

Por que sempre esquecem a carteira quando vão para uma emergência?

Por que o ginecologista pede 40 exames para diagnosticar uma candidíase e fazer um checkup e querem que o veterinário faça milagre com um hemograma? ou pior, só com o exame físico?

Por que querem que eu anestesie um cachorro, colocando o MEU na reta, sem nem um exame pré-operatório?

Por que não me deixam fazer medicina e poder viver dela?

Eu resolvi falar sobre isso depois de bater papo no MSN com uma colega que está muito chateada com o desfecho de 2008. Mais de mil reais na mão de pessoas que não pagaram suas dívidas e esse dinheiro fazendo falta na clínica, na ceia do natal, nas férias merecidas mais nunca aproveitadas.

Não dá para viver do que se faz sem ter outros empregos e sem ser chamado de mercenário.

Ainda tem os descontos, cheques sem fundo, "amanhã eu pago" e tudo mais que nos cerca. Eu quero fazer bonito na medicina veterinária e receber bem como um veterinário em São Paulo, Brasília ou Salvador sem ter que sair de Ilhéus. Eu sei que no final existe sim a diferença pela renda mas não deve ser tão discrepante.

"Você tem que matar esta Irmã Dulce de dentro de você e começar a dizer: eu faço o serviço mas custa tanto, vai querer? se não quiser, diz que sente muito e manda procurar outro colega.
é exatamente assim que vou fazer!"..... se você fala isso por aí, ou até publica em um blog, vão te chamar de mercenário... mas é triste fechar o ano sem poder dizer que cresceu e que está satisfeito. Quantas pessoas desistem da profissão assim? Quantas clínicas fecham?

Valorize o veterinário do seu cão ou gato, ele estudou muito para isso, confie nele, assuma a responsabilidade de ser dono.

Quando eu me formei e peguei a minha carteira do conselho, em 2004, recebi uma tabela de honorários de 1999. Não sei se o Conselho já atualizou, mas, procurando pela internet, eu encontrei uma tabela do sindicado de veterinários do Ceará, tabela da ANCLIVEPA do Paraná (http://www.anclivepapr.com.br/documentos/listareferencial.pdf) vale a pena das uma lida para comparar.




Não se esqueça de seguir o blog, por Seguidores ou FEED.

• Diário de uma Veterinária


Bookmark and Share

8 comentários:

Paula disse...

VOU FAZER UM AVISO BIG GIGANTE NA RECEPÇÃO INDICANDO TEU BLOG!!!!
AI JESUS, AJUDA!!!
Brigadão amiga!!!
bjos

Alice no País das Maravilhas disse...

Indica não, que tem cliente que não vai gostar
ahahaha

Sara Favinha disse...

Alice, ótimo post! Eu sou meio neurótica e meus cães tem 3 veterinárias de confiança, todas muito boas. Eu nunca fico na mão, e sei que elas vem de madrugada, no Natal, feriado. Esse primeiro dia do ano mesmo, corremos para uma, e pago com gosto, porque não há nada mais importante nos meus cães do que a saúde deles, e elas fazem de tudo para nos tranquilizar. Isso não tem preço...

Gideao disse...

Caramba... falou tudo.
Tem um colega meu que me mostrou uma caixinha na clínica dele... e me perguntou quanto tinha dentro... eu falei uns 5 mil; e ele disse:
-Tem bem uns 10 mil aí em nota! Juntando todo ano devedores... no final de uns cinco anos tem é muita grana que não entrou no bolso e nem na conta!

É brincadeira? A onda é fazer promissória e entrar nas pequenas causas... para assim receber, nem que seja um real por semana.

Mirna disse...

Às vezes realmente bate um desânimo...saber que algumas pessoas não dão valor ao trabalho do veterinário....parece que é uma brincadeira de infância: ah, ela é veterinária, gosta de bichinhos!!!
Mas é desse trabalho que nós tiramos o sustento, e para fazer esse trabalho, muito se foi estudado.

Eu me revolto quando entra alguém no consultório e diz: precisa mesmo fazer exame doutora?num pode só passar um remedinho não?
Nessas horas tenho dó do animal, ter um dono assim, ninguém merece.

Ufa, foi um desabafo!!

Patricia disse...

Olá! Também sou vet e achei tão verdadeiro o seu post q transcrevi ele pro meu blog... Se vc não gostar é só me avisar q eu tiro tá?

Alice no País das Maravilhas disse...

Sem problemas Patrícia
eu já dei uma lida no seu blog, é mais diário que o meu, ehehehe
é tão gostoso voltar nos posts e lembrar de situações que vivemos.
Fique a vontade para transcrever, levando sempre o link... obrigada pela visita
e fale do seu blog tmb: http://vetpat.blig.ig.com.br/
bj

Dani disse...

Não sou veterinária, sou fisioterapeuta (de humanos, não de animais), mas passo por situações semelhantes a que vocês passam.
É sempre uma olhadinha, uma recomendação e na hora de fazer tratamento, aquele choro. E são as mesmas criaturas que pagam sem ver por um tratamento de estética e choram para cuidar do joelho, da coluna...
Parabéns pelo post e pelo blog!