sábado, 20 de dezembro de 2008

O gostinho da ultra-sonografia


A ultra-sonografia veterinária é relativamente recente no Brasil, data de cerca de 20 anos quando começaram a arriscar, na cidade de São Paulo, o exame em pequenos animais. De lá prá cá muita gente tem seguido essa área, cursos estão sendo ministrados, congressos realizados, no intuito de fomentar cada vez mais a prática, e estudar novas técnicas e expandir o uso.

O gostinho da compra de um aparelho de ultra-sonografia, mesmo sendo de décima segunda mão, depois de um ano e meio que eu fiz o curso, é indescritível. A Casa do Bicho estava fechando o ano de 2006 com chave de ouro.

Começamos muito simples na clínica, decidimos pagar prestação de material que contratar pessoal no princípio, na hora de internar os cachorros iam lá para casa, economizando no que podia, menos na qualidade do atendimento, usando tudo de melhor que poderíamos fornecer para o cliente, conquistamos mais esse sonho.

Eu economizei na passagem, hotel e alimentação. Pode ser que no futuro eu me hospede em um Transamérica desses, mas o prazer de estar crescendo com a clínica, passo a passo, é bom demais.Agora era trabalhar, batalhar, reaprender a fazer o exame, estudar e fazer o aparelho dar muito dinheiro e, o que não tem preço, diagnóstico mais preciso.

Com isso nós agora éramos a primeira e única clínica a oferecer esse serviço na região.

Cursos de ultra-sonografia:

http://www.ivi.vet.br/

http://www.provet.com.br/

Congresso Mundial de Radiologia Veterinária - esse ano no Brasil:

http://www.acvr.org/ivra/



Não se esqueça de seguir o blog, por Seguidores ou FEED.

• Diário de uma Veterinária


Bookmark and Share

2 comentários:

manu disse...

A inovação e o pioneirismo são armas intrísecas de grande administradores. Parabéns pelas escolhas. Mais sucesso p vcs.

Mariana disse...

Estou muito feliz que a tecnologia na parte veterinaria avanca tanto, porque muitas coisas não existiam para os animais, como radiologia no centro e agora por boa sorte sim... Eles são parte das nossas vidas e queremos os mesmos cuidados que se fazem as pessoas.