domingo, 30 de novembro de 2008

O Olho do Lingo



Em uma madrugada dessas quando a gente está dormindo, sonhando com tudo menos com animais, o telefone toca:
"Alô, esse telefone é de emergência clínica?"
"Sim, (rosnando), pois não?"
"Doutora, a senhora atende agora?"
"Sim, (rosnando)."
"É que meu pinscher saiu e voltou com um olho pra fora!!"
"Caramba!!! Leva pra clínica, estou lá em 30 minutos."
Eu aprendi muitas coisas na faculdade, em estágios, acompanhei muitos casos, mas nunca vi um olho fora do lugar. Eu pensei, "bom o pinscher já é olhudo, deve ter levado uma mordida e inflamou a pálpebra e o cara está exagerando"... de qualquer forma em cinco minutos eu me arrumei e levei mais cinco para chegar na clínica. Deu tempo de dar uma lida no assunto, olha meu amigo, chame de exoftalmia, buftalmia, do que você quiser mas aquilo parecia algo fora do comum. E era. O Lingo chegou com o olho fora da órbita, e outro no lugar. Ele havia brigado com outro cão e se estressou, puf, o olho saiu!!!
Como tratar?? bom, a princípio o ideal é que olho more no lugar certo, até para não assustar veterinários desavisados, e assim foi. Eu avaliei a integridade do mesmo, os reflexos, a vascularização, para saber se estava tudo certinho e se valia a pena colocar de volta. Eu não imagino a minha Fox Paulistinha olhuda (Bridgit) com um olho para fora, eu iria desmaiar com certeza, mas o proprietário foi forte.
Ele foi embora, eu sedei o bicho e depois de muita manobra e um grande trabalho o olho voltou para o lugar. Até desinflamar a região foi necessário dar uns pontos na pálpebra para segurar esse olhão la dentro, ele ficou parecendo um frankenstein de colar elizabetano (um aparato que deixa o cachorro parecendo uma cabeça de abajur). E levei para casa.
O Lingo era um doce, muito dengoso. Fez xixi em todas as cadeiras e no sofá de casa, ficou de castigo dentro do banheiro.
No outro dia eu levei o Lingo para a clínica e o dono foi buscar. Porém ao ver o cachorro com o "olho costurado" o cliente passou mal, quase desmaiou. Eu larguei o Lingo e fui acudir o menino. "ei moço, você tá bem? vixe tá pálido"
Apertei o botãozinho de pânico da segurança que aciona a ambulância e ele foi socorrido. Foi uma queda de pressão. Eu me assusto com um olho para fora e ele com um "olho costurado".
Depois disso deu tudo certo, o olho resolveu morar no lugar certo e eu aprendi mais uma coisa.


Não se esqueça de seguir o blog, por Seguidores ou FEED.

• Diário de uma Veterinária


Bookmark and Share

5 comentários:

Butterfly disse...

Caraca!!!Td dia aprendemos uma coisa nova e diferente amiga!!!E para nós, nao existe dia, hora nada.. Temos q estar dispostos e em ação a qq momento.. bjs

Alice no País das Maravilhas disse...

Mesmo dormindo!!
Mas pense num trabalhão, Butterfly, tive que abrir mais a pálpebra e pegar no olho.. ahhhh que agonia, pra botar pra dentro. Tem mais, eu pensei uma hora: Caralho, que que eu uso pra diminuir esse olho, já fiz corticóide, AHHHB GELO!!!! Daí depois de 5 minutos no gelo no olho do cachorro eu pensei: Ahh, se eu congelar esse troço!!! terei que falar: bom meu senhor, o olho voltou pro lugar mas o congelamento prejudicou a visão.. ahahahaah
Tirei o gelo e fui com cuidado até que entrou!!
a recuperação foi jóia.
bjo

samantha disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, tenho a maior agonia de olho, ui que meda pegar um caso desses, rsrrss.

Paula disse...

KKKKKKKKKKKKK
Qdo via a foto do Lingo, achei q o problema era no olho direito... só depois q li a história foi q percebi o olho esquerdo suturado...
KKKKKKKKKKKKK
q tonta!!!

Adliz Jamile disse...

UAU!!! Que loucura isso... admiro você pela dedicação!!! Afff, eu sou pior que o proprietário, hahahaha...
Amei o seu blog!!!
beijocas, Adliz!